Pela primeira vez cometa de outra estrala passou pela Terra

A visita do Cometa à Terra pode fornecer dados surpreendentes sobre o comportamento gravitacional dos meteoros no Universo.

A visita do Cometa à Terra pode fornecer dados surpreendentes sobre o comportamento gravitacional dos meteoros no Universo.

No mês passado, 18 de outubro, o telescópio Pan-STARRS, localizado no topo de uma montanha do Havaí, nos EUA, detectou um corpo escuro que se aproximava em alta velocidade da Terra. Por mais de cinco dias, o cometa se aproximou e se distanciou do planeta, desenhando uma elipse bastante fechado nos céus.

Após estudar o fenômeno, cientistas do Smithsonian Astrophysical Observatory, que pertence à União Astronômica Internacional, acreditam que, pela primeira vez, estamos diante de um meteoro interestelar proveniente de outro sistema (exocometa). Os pesquisadores chegaram a essa conclusão com base na órbita do cometa, extremamente elíptica e hiperbólica.

O exocometa foi denominado C/2017 U1 e ainda não se sabe de que estrela ele vem. É a primeira vez que se comprova a presença de um corpo com essas características nas proximidades da Terra, e seu estudo poderá fornecer dados surpreendentes sobre o comportamento gravitacional dos meteoros no Universo.

FONTES

Free Web Hosting