Hackers sequestram dados de sistemas em mais de 74 países

155

Diversos sistemas de companhias telefônicas e serviços públicos foram interrompidos depois do ataque de cibercriminosos que exploram uma falha que ficou conhecida após o vazamento de ferramentas usadas pela NSA.

Hackers realizam um mega-ciberataque atingiu diversos serviços na Europa nesta sexta-feira, 12 de maio, incluindo hospitais na Inglaterra e empresas de telefonia e energia na Espanha. 

Eles espalharam o vírus ransomware, uma versão do WannaCry e, também chamado Wanna Decryptor, por meio de uma ferramenta de hacking que pode ter vindo da Agência de Segurança Nacional dos EUA.

Somente no início da sexta feira, mais de 15 organizações ligadas ao Serviço Nacional de Saúde (NHS) da Inglaterra relataram ter sido alvo de ataques de ransomware nesta sexta, o que ocasionou o cancelamento de operações e o desvio de ambulâncias.

A equipe de resposta de computador da Espanha, a CCN-CERT, alertou sobre um “ataque maciço”, em meio a relatos de que a empresa de telecomunicações local Telefonica foi atingida. 

No decorrer do dia, 74 nações ao redor do mundo relataram que o ateque teria invadido servidores de empresas e serviços públicos. Foram registrados pela empresa de segurança russa Kaspersky Lab mais de 45.000 ataques nas últimas 10 horas. A maioria teve como alvo a Rússia. 

O Wanna Decryptor explora uma vulnerabilidade do Windows e, como o nome já sugere, é uma ferramenta que criptografando todos os arquivos em um PC infectado, juntamente com qualquer outro sistema na rede onde o PC está conectado. Em seguida, exige um resgate de cerca de US $ 300 a US $ 600 em bitcoin para liberar os arquivos, ameaçando excluí-los após um período definido de dias se o montante não for pago.

FONTES

000webhost logo