Luta de Mayweather e McGregor teve 2,9 milhões de visualizações ilegais

Cerca de 2,9 milhões de pessoas assistiram à grande luta deste sábado ilegalmente através de streaming pirateados e mídias sociais, de acordo com uma empresa de segurança digital.

Neste sábado, a luta de Mayweather e McGregor em Las Vegas foi um espetáculo e poderia ser um sucesso de vendas de pay-per-view, se não fosse o sites ilegais de streaming. Várias plataformas de redes sociais incluindo Facebook, YouTube, Twitch e Periscope, pareciam estar encerrando as transmissões ao vivo à medida que surgiram em seus respectivos sites.

No entanto, diversos sites de streaming estavam fazendo a transmissão ilegal exibindo até anúncios nos sites de comércio eletrônico, incluindo Amazon, eBay e Alibaba.

A transmissão ilegal estava custando US $100 para quem quisesse ter acesso ao pay-per-view do Showtime nos EUA. Mesmo com tantas visualizações ilegais, o lutadores Mayweather e McGregor receberam US $100 milhões e US $30 milhões, respectivamente.

De acordo com a plataforma de segurança digital Irdeto, cerca de 2,9 milhões de pessoas viram o invicto campeão de boxe, Mayweather, derrotou McGregor, o campeão das artes marciais misturadas do UFC, em 239 correntes ilegais no sábado.

"Este é um dos jogos de boxe mais pirateados, senão os mais pirateados que já vimos", disse Mark Mulready, vice-presidente de serviços cibernéticos da Irdeto, em comunicado na segunda-feira. Em comparação, havia cerca de 200 mil espectadores assistindo em cerca de 19 fluxos pirateados quando o boxeador Anthony Joshua levou o título mundial de peso pesado de Wladimir Klitschko em abril, disse Irdeto.

FONTES

www.000webhost.com